Polícia faz perícia em toboágua.

Polícia faz perícia em toboágua.
A Polícia Técnico-Científica (PTC) fez perícia nesta segunda-feira (14) no toboágua em que o menino Davi Lucas de Miranda, de 8 anos, morreu após subir e cair de altura aproximada de 15 metros em um parque aquático do grupo Di Roma, em Caldas Novas, no sul de Goiás. O resultado fica pronto em 10 dias.
O acidente aconteceu no domingo (13) em um toboágua chamado “Vulcão”. O brinquedo estava fechado para manutenção, mas mesmo assim o menino conseguiu entrar. O delegado que investiga o caso, Rodrigo Pereira, disse que a apuração vai ouvir testemunhas.
"Foi feita perícia no local e o exame cadavérico. Algumas testemunhas começarão a ser ouvidas no decorrer do dia para esclarecermos os fatos", explicou o delegado.
O g1 não conseguiu contato com o grupo Di Roma para pedir uma resposta sobre o acidente.
Segundo nota divulgada pela prefeitura da cidade, nesta segunda-feira, o menino sofreu várias fraturas pelo corpo e traumatismo craniano. O socorro médico tentou transferir a criança para um hospital de Goiânia usando um helicóptero, mas ele teve uma parada cardiorrespiratória e morreu ainda na cidade.
A prefeitura informou que Davi Lucas era natural de Conselheiro Lafaiete (MG) e estava a passeio com familiares. O velório e enterro do menino acontecem nesta segunda-feira na cidade onde ele nasceu, segundo o delegado.
Perícia
A equipe de perícia criminal analisa o local dos fatos, incluindo os acessos, a sinalização, se há equipamentos de segurança instalados e funcionando, bem como a altura relativa entre o local da queda e o local de impacto da vítima.
Já a equipe de medicina legal realizou o exame cadavérico e se concentrou na análise dos vestígios detectados na própria vítima, como lesões, ferimentos e demais evidências que sirvam para a determinação da causa da morte e de todas as suas circunstâncias.
Via: g1